quinta-feira, novembro 02, 2006

UM TEMPO NO TEATRO

Depois de ter escrito “Adeus, meninos” fiquei um bom período sem escrever peças. Durante o ano de 1996 trabalhei na recém-criada TV Educativa de Jundiaí. Vislumbrei a possibilidade de voltar a trabalhar com vídeo e aproveitar minha experiência dramatúrgica para a nova TV. Na primeira reunião que tive com o diretor da TV fiz uma proposta desafiadora a ele: que me deixasse produzir uma série de comerciais institucionais que, se o resultado não fosse satisfatório, não precisaria nem me pagar pelos serviços. Mas eu gostaria de ter a possibilidade de roteirizar, produzir e dirigir os comerciais. Ele aceitou. Fui incumbido de criar uma campanha de prevenção à AIDS, mas não queria que os comerciais se parecessem com os que estavam sendo vinculados à época, assim, criei um roteiro como se tivesse escrevendo um curta-metragem e convidei o ator Sandey Luís para interpretar meu personagem. O resultado foi muito melhor do que havia projetado. A equipe que trabalhou comigo aceitou minha proposta diferenciada da linguagem jornalística que utilizavam e colaborou muito na gravação. Por utilizar uma linguagem de ficção, o editor do comercial também deu seu toque ao produto final quando imprimiu uma edição ainda mais dinâmica. O segundo comercial para a campanha foi gravado num hospital e contei com a colaboração de vários atores que havia trabalhado no meio teatral. Eles, novamente, foram a diferença para que o comercial tivesse uma carga dramática distinta. Os comerciais foram ao ar e o resultado alcançou todas as expectativas... quando eu partiria para a gravação do terceiro comercial da campanha e já havia apresentado um projeto para fazer um documentário sobre o teatro jundiaiense e outro sobre a Floresta do Japi, problemas políticos retiraram o diretor da TV de seu posto e, juntamente com ele, deixei a TVE.Foi uma breve passagem pela TV, mas que ampliou meu conhecimento técnico sobre o meio e estimulou-me a criar outros projetos... pena que ainda continuam engavetados!
video

Nenhum comentário: